20.8.17

Ali Farka Toure, Ry Cooder - Amandrai

As manifestações de Deus


São imensas para o meu pensamento:
o céu, as estrelas, o mar, a alma humana.
Cabem nos meus olhos,
não na minha razão.
São delicadas para o meu sentimento:
a flor, o pássaro, o teu olhar -
cabem nas minhas mãos
e no meu coração.
tucakors

Rembrandt - Head of Christ - ca.1648

Uma História de Amor e Trevas (Trailer Legendado)

Amós Oz - De amor e trevas (2001) / e-book (Companhia das Letras, 2016)

"Eu quero nós. Mais nós. Grudados. Enrolados. Amarrados.
Jogados no tapete da sala. Nós que não atam nem desatam.
Eu quero pouco e quero mais. Quero você. Quero eu.
Quero domingos de manhã. Quero cama desarrumada, lençol, café e travesseiro. Quero seu beijo. Quero seu cheiro.
Quero aquele olhar que não cansa." 
- Caio F. Abreu -


Bahram Hajo - Syrian Artist

Hora grave


Quem agora chora em algum lugar do mundo,
Sem razão chora no mundo,
Chora por mim.
Quem agora ri em algum lugar na noite,
Sem razão ri dentro da noite,
Ri-se de mim.
Quem agora caminha em algum lugar no mundo,
Sem razão caminha no mundo,
Vem a mim.
Quem agora morre em algum lugar no mundo,
Sem razão morre no mundo,
Olha para mim.
– Rainer Maria Rilke, em “O livro de imagens” (1902). [tradução Paulo Plínio Abreu em colaboração com o antropólogo alemão Peter Paul Hilbert]. Belém/Pará: Jornal Folha do Norte.
– Rainer Maria Rilke, in “Das Buch der Bilder” (1902).


Darin Ahmad - Syrian artist 

A suspeita transforma o homem

O folclore alemão conta a história de um homem que, ao acordar, reparou que seu machado desaparecera. Furioso, acreditando que seu vizinho o tivesse roubado, passou o resto do dia observando-o.
Viu que tinha jeito de ladrão, andava furtivamente como ladrão, sussurrava como um ladrão que deseja esconder seu roubo. Estava tão certo de sua suspeita, que resolveu entrar em casa, trocar de roupa, e ir até a delegacia dar queixa.
Assim que entrou, porém, encontrou o machado – que sua mulher havia colocado em outro lugar. O homem tornou a sair, examinou de novo o vizinho, e viu que ele andava, falava e se comportava como qualquer pessoa honesta.

©Julie Marie Craig


NOTAS AVULSAS.


Velhos não gostam de mudanças. Querem sempre o mesmo lugar à mesa. Saia da minha cadeira. Sento aí desde 1970.
Esse prato, não. Quero meu prato com o rachadinho. E por aí vai.
Alguns velhos têm 30 anos. Muitos velhos gostam de amarrar a calça bem alta, debaixo do sovaco. Velhas usam óculos com corrente.
Todos os velhos são de extrema-direita, menos os que não são.
Alguns velhos usam rabo-de-cavalo, fumam maconha e acreditam em cristais, em 5ª dimensão, em ETs infiltrados e outras porcarias da contracultura.
Têm velhos muito velhos. Têm os velhos de cabelo e bigode pintados.
Velhos dirigem pelo lado direito da pista. Velhos são mandados pra Maceió.
(Carlos Antônio Jordão – 19 - 08 - 2017)

Grupo Corpo - Sem Mim | 2011

"Todo amor não é mais do que um "eu" que transborda."
Guilherme de Almeida
1890/1969

Akira Kusaka Illustration

manhãs de areia


tonicesa badu 

certa vez, me confundia... qualquer querer...
outra vez, me enganava... amar demais...

manhãs de areia...

são manhãs de um jardim sem sol,
na melhor intenção eu fiz meu coração sofrer...

mas agora só há guarida para o que faz viver:
o leite, o mel e o bem querer


 Matsumoto Hiroyuki

Alguém Cantando (Caetano Veloso) com Tonicesa Badu(voz e violão)



Alguém Cantando
Caetano Veloso

Alguém cantando longe daqui
Alguém cantando longe, longe
Alguém cantando muito
Alguém cantando bem
Alguém cantando é bom de se ouvir
Alguém cantando alguma canção
A voz de alguém nessa imensidão
A voz de alguém que canta
A voz de um certo alguém
Que canta como que pra ninguém
A voz de alguém quando vem do coração
De quem mantém toda a pureza
Da natureza
Onde não há pecado nem perdão

Os dias dos pais



Eu observei meu pai morrer numa tarde.
Eu já o vinha observando morrer há seis meses,
por isso não chorei.
E não chorei no velório, no enterro.
Chorei depois várias vezes.
Uma tarde na roça de inhame.
Uma ou outra vez vendo fotos.
E de uns tempos pra cá tenho chorado,
sem data, à-toa,
em momentos moles pensando no meu filho.

Paulo Gonçalves


"Não me leia assim, com o olho. Você está lendo errado.
Me toque: estou escrito em braille."
- J. Clėo Ribeiro Castro



19.8.17

Grün lembrou que uma das formas de se enxergar Deus de forma positiva é através da beleza, percebendo esse valor no ser humano, na arte, na liturgia. “Às vezes nos esquecemos de fazer a teologia do belo. Pela beleza, conseguimos perceber Deus”, disse o escritor. Segundo ele, a tradição cristã tem muitas imagens positivas de Deus, mas não se deve tomá-las como absolutas, pois são janelas para percebê-lo. “Ele permanece como mistério”, completou.
Anselm Grün