30.9.09

Annie Leibovitz





Ann Powell Groner photography


Flores para você



wild_flowers_Beverley Robinson - France




Quando abrir a página, ela estará toda escura...


Experimente clicar e arrastar o mouse em qualquer ponto da página...é tudo para você!

Bom dia!

Beijos,Tuca

http://www.procreo.jp/labo/flower_garden.swf
 
 
Obrigada pelo envi, Zi:)

27.9.09

A árvore que sonhava nuvens





Tuca Kors

SERPENTES DE ÁGUA



(Serpentes de Água, de Gustav Klimt, Osterreische Galerie Belvedere Vienna)



SERPENTES DE ÁGUA,
de Gustav Klimt


ALBANO MARTINS



Também as cores
amanhecem, também elas
acordam com os galos
da madrugada e cantam
a explosão do sol. Algumas
são água pura. A outras
o pincel conferiu-lhes
o rubor que se esconde
na nervura
de certas folhas. Outras,
ainda, festejam
o nascimento
da alegria. Ou do amor,
tanto faz. Ou não fosse ele
uma festa. Podem
chamar-lhe Judith,
Salomé: apenas dizem
os outros nomes
da serpente.





in A Voz do Olhar

Amor ao mar

brave_heart_filtered - Murray Lines

Dita sussurra

dandelion - Aneta Simjanovska





Dita Sussura

Minha mão no feno do teu velho peito
colhe palha
para forrar nosso ninho.

Amós Oz
in O mesmo mar

Gaiola abandonada

Michel VAN THOURNOUT


Gaiola abandonada


Dentro do peito
calado - não mais -
o pássaro da poesia.

Tuca



Autodefesa

hollow_man_to_send1 - sherif karas



Autodefesa

Tornou-se máquina
de observar.
Nada mais a tocou.

Tuca

Sinal

listek-Zbigniew Ciborowski -Polonia


Sinal

Uma folha ao vento
ziguevagueia feliz.
Eu amo a vida!

Tuca

24.9.09

DECIFRANDO O I CHING: O YIN E O YANG, AS LINHAS

A.D.



A cada dia que mergulho na sabedoria milenar do Livro das Mutações, descubro o quanto o I Ching é belo e majestoso. Hoje vamos refletir sobre as bases para a interpretação dos trigramas e hexagramas do Livro das Mutações, as linhas yin e yang. Os tópicos referentes a série "Decifrando o I Ching" são baseados em diversos livros, em especial os volumes de Richard Wilhem, James Legge e Alfred Huang.





A matéria-prima dos hexagramas e trigramas se constitui por dois tipos de linhas: continuas, luminosas, da qual são referidas como yang, e interrompidas, obscuras, yin. Para a filosofia oriental a complexidade do universo, "as dez mil coisas", advém da inter-relação destas duas polaridades.

No nível da mente, provavelmente, a ideia de um positivo e negativo, yin e yang, parece ser absolutamente simplista. Porém, o sistema yin-yang não é como um Mundo Mecânico de Matrix, de 0 e 1, sim e não. O raciocínio do Yin e Yang é um pouco mais elaborado. Suponhamos que o Yang (positivo) emane em uma frase como "Penso; logo existo", teríamos uma assertiva eminentemente positiva porque o EU, o sujeito que ordena o conjunto da frase é por sua vez positivo. Porém, o yin, o negativo, é essencial e implícita nesse contexto, pois EU se define em relação ao que não é EU. O I Ching se baseia justamente nessa tênue relação, a complementaridade dos paradoxos, o sim e o não ao mesmo tempo. De certo, muito distante da imagem de um fluxograma onde a lógica do SE e ENTÃO preponderam.

Assim, "Não-eu não-penso. Logo, não existo", é a existência da inversão dos termos implícita na lógica de Descartes que possibilitou também sua existência. Desta forma o sentimento de uma falta (yin) pressupõe que alguma coisa (yang) deveria estar presente. A impressão do vazio (yin) exige, no mínimo, a lembrança da existência de uma plenitude (yang). Um espaço vazio, sem limites, não seria perceptível para um "observador" que fosse, por sua vez, ilimitado. A percepção de um espaço desse tipo pressupõe que "Alguma coisa" (Eu) esteja situada fora dele e, portanto, o limite.

O Livro das Mutações nos convida a conciliar os paradoxos, algo extremamente difícil para uma sociedade que privilegia o aspecto consciente do universo. Uma prova disso é o uso que costumamos fazer dos termos positivo e negativo. O que é positivo é verdadeiro, bom, belo ao passo que o negativo desperta nossos maiores temores tendendo ao falso, feio, e mau. Não é dessa forma que devemos enxergar as polaridades Yin e Yang! As forças obscuras do yin não são ruins nem os raios iluminados do yang, bons.





Ao estudar o I Ching devemos estar cônscios dessa relatividade fundamental, da complementaridade entre os paradoxos, do não como sim e sim como não. Assim não teremos o risco de ao analisar o hexagrama número 1 "a Criatividade" e 2 "a Receptividade" como dualismo, raciocínio próprio de nossos hábitos culturais. O princípio criativo só tem sentido ou existência na medida em que pode justamente manifestar sua qualidade nas formas visíveis da receptividade. Como diz a sabedoria oriental:




"Conhece o masculino,
Adere ao feminino.
Torna-te o abismo do mundo.
Ser o Abismo do mundo
É formar unidade com a Virtude e o Caminho,
É voltar para a infância."


É uma questão de equilíbrio! As tendências constantemente inversas possibilita uma visão paradoxa, e de certo, isto apresenta inconvenientes e um certo desconforto inicial. Porém a beleza e a imparcialidade desta obra recompensam o esforço exercido. Tchung-tsé nos diz isso com um humor que lhe é habitual:

"O soberano do mar do Sul chamava-se Rapidamente; o soberano do mar do Norte chamava-se Subitamente; o soberano do Centro chamava-se Indistinção. Um dia, Rapidamente e Subitamente se encontraram na terra de Indistinção, que os tratou com muita benevolência. Rapidamente e Subitamente quiseram recompensar essa hospitalidade e disseram um para o outro: "O homem tem sete orifícios para ver, ouvir, comer, respirar. Indistinção não tem nenhum. Vamos furá-lo". Pondo mãos à obra, fizeram um orifício por dia. No sétimo dia, Indistinção morreu".

___________________
João Jacob é consultor de empresas e bacharel em psicologia.
Matéria copiada do blog: http://doutordaalma.blogspot.com/



Solidão

A.D.


"Com o tempo, não vamos ficando sozinhos apenas pelos que se foram: vamos ficando sozinhos uns dos outros."
(Mário Quintana)

23.9.09

360º NO PÃO DE AÇÚCAR - RJ




Use o Zoom e Abuse do Mouse para subir, descer, etc...]






Um beijinho de obrigada pelo envio, Zi:)

Início da Primavera - que frio!!!

Foto retirada de um pps - desconheço a autoria





Amor ao mar

Austalia - Jude Glenn





Diferença

doves_and_oldman - Ankara


Homenagem ao Dia do Homem (quando este dia existir:)


Diferença

mulheres envelhecem
homens não -
são nossas e_ternas crianças

Tuca

Canção das mulheres

Guzelcicek - trekLens


Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais.

Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta.

Que o outro aceite que me preocupo com ele e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor.

Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso.

Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso poder fazer tolices tantas vezes.

Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais.

Que o outro sinta quanto me dóia idéia da perda, e ouse ficar comigo um pouco - em lugar de voltar logo à sua vida.

Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde nem dizendo ''Olha que estou tendo muita paciência com você!''

Que quando sem querer eu digo uma coisa bem inadequada diante de mais pessoas, o outro não me exponha nem me ridicularize.

Que se eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire.

Que o outro não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso.

Que, finalmente, o outro entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa - uma mulher.

Lya Luft

Um beijo de muito obrigada pelo envio do pps com este texto, Sonia Maria:)




22.9.09

Feliz Primavera:)

Foto: Alex Kors - TrekLens







21.9.09

Do not push...



"Uma flor murchando se oferece para ser sugada e servir de alimento a alguns insetos: Joaninhas, Moscas e Formigas, que também aparecem na foto. Parece que seguem uma ordem de precedência, porque a seqüência é sempre essa".
Foto e texto de Raimundo Mesquita


Mais fotos deste formidável fotógrafo em http://www.treknature.com/members/mesquens/

(olhar)




FICHA TÉCNICA
FOTÓGRAFO: Fred Chalub
DATA: 8/9/2009
PAUTA: Prédio novo da Assembleia Legislativa de São Paulo alaga durante tempestade

BURROS N’ÁGUA, por Fernando Paixão
Era uma vez uma cidade governada por vereadores tão competentes que mandaram construir um prédio com um grande estacionamento, que logo sofreu alagamento. Naquele dia, eles nem puderam sair em seus automóveis oficiais. Culpa da chuva, opinou um deles, reclamando de São Pedro. Onde já se viu desrespeitar assim as autoridades. Outro apenas disse: nada a declarar. E um terceiro ameaçou decretar as nuvens inconstitucionais.

in Jornal Folha de São Paulo - revista da Folha - 20.09.09





Leão de circo

"Craca" Nuno Ramos
[Galeria de ARTExplorer]



Comportamentos humanos (bolas empinadas no nariz) em animais são muito piores do que comportamentos animais (comer sem usar as mãos, peidar em público) em humanos. Neste segundo caso, a repugnância é imediata, mas algo pré-cultural e profundo se impõe; no outro caso, é como se pintássemos uma árvore de verde. Não há tristeza maior do que a de leões comendo ração ou aves cegas cantando. Um cachalote assassino dando cambalhotas, espalhando água no público? O leão majestoso interrompendo seu reinado e abrindo a bocarra para não morder a cabeça de seu torturador? Com quantas horas de tortura conseguimos isso? Quantos meses de métodos educacionais exaustivos, com pobres sardinhas por recompensa, para trocar a natureza insondável por esses truques? Como teremos reduzido assim nossa própria natureza a um truque para depois ensiná-lo aos animais? Pois o amestrador não é a foca da foca, o mico do mico? Não é ele o verdadeiro leão desdentado? A impotência do leão não é a sua? Quem imita quem?

Nuno Ramos
in Folha de São Paulo - Caderno +mais! - 20.09.09




20.9.09

Lições que a vida me ensinou

receuillement - Bruno Simard



REGINA BRETT


1. A vida não é justa, mas ainda é boa.



2. Quando estiver em dúvida, apenas dê o próximo pequeno passo.



3. A vida é muito curta para perdermos tempo odiando alguém.



4. Seu trabalho não vai cuidar de você quando você adoecer. Seus amigos e seus pais vão. Mantenha contato.



5. Pague suas faturas de cartão de crédito todo mês.



6. Você não tem que vencer todo argumento. Concorde para discordar.



7. Chore com alguém. É mais curador do que chorar sozinho.



8. Está tudo bem em ficar bravo com Deus. Ele agüenta.



9. Poupe para a aposentadoria, começando com seu primeiro salário.



10. Quando se trata de chocolate, resistência é em vão.



11. Sele a paz com seu passado, para que ele não estrague seu presente.



12. Está tudo bem em seus filhos te verem chorar.



13. Não compare sua vida com a dos outros. Você não tem idéia do que se trata a jornada deles.



14. Se um relacionamento tem que ser um segredo, você não deveria estar nele.



15. Tudo pode mudar num piscar de olhos; mas não se preocupe, Deus nunca pisca.



16. Respire bem fundo. Isso acalma a mente.



17. Se desfaça de tudo que não é útil, bonito e prazeroso.



18. O que não te mata, realmente te torna mais forte.



19. Nunca é tarde demais para se ter uma infância feliz. Mas a segunda só depende de você e mais ninguém.



20. Quando se trata de ir atrás do que você ama na vida, não aceite "não" como resposta.



21. Acenda velas, coloque os lençóis bonitos, use a lingerie elegante. Não guarde para uma ocasião especial. Hoje é especial.



22. Se prepare bastante; depois, se deixe levar pela maré.



23. Seja excêntrico agora, não espere ficar velho para usar roxo.



24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.



25. Ninguém é responsável pela sua felicidade, além de você.



26. Encare cada "chamado" desastre com essas palavras: Em cinco anos, vai importar?



27. Sempre escolha a vida.



28. Perdoe tudo de todos.



29. O que outras pessoas pensam de você não é da sua conta.



30. O tempo cura quase tudo. Dê tempo.



31. Independentemente de a situação ser boa ou ruim, irá mudar.



32. Não se leve tão a sério. Ninguém mais leva.



33. Acredite em milagres.



34. Deus te ama por causa de quem Ele é, não pelo que você fez ou deixou de fazer.



35. Não faça auditoria de sua vida. Apareça e faça o melhor dela agora.



36. Envelhecer é melhor do que morrer jovem.



37. Seus filhos só têm uma infância.



38. Tudo o que realmente importa, no final, é que você amou.



39. Vá para a rua todo dia. Milagres estão esperando em todos os lugares.



40. Se todos jogássemos nossos problemas em uma pilha e víssemos os de todo mundo, pegaríamos os nossos de volta.



41. Inveja é perda de tempo. Você já tem tudo o que precisa.



42. O melhor está por vir.



43. Não importa como você se sinta, levante, se vista e apareça.



44. Produza.



45. A vida não vem embrulhada em um laço, mas ainda é um presente.




Nota: Regina Brett não tem 90 anos, como vem sendo repassado via “net” vide: http://www.reginabrett.com/ http://www.cleveland.com/brett/blog/index.ssf/2006/05/regina_bretts_45_life_lessons.html - Repasse com Pesquisa - (...vem sendo repassado somente 45 itens, c/ “enfeites” na tradução)



Um beijo de muito obrigada pelo envio, Rô:)


Conto Zen – Torne-se um lago

Le Lac de Kournas - Denise Fontaine - Grecia



O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo d’água e bebesse.
– Qual é o gosto? – perguntou o Mestre.
– Ruim – disse o aprendiz.
O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse a um lago.
Os dois caminharam em silêncio e o jovem jogou o sal no lago, então o velho disse:
– Beba um pouco dessa água.
Enquanto a água escorria do queixo do jovem, o Mestre perguntou:
– Qual é o gosto?
– Bom! – disse o rapaz.
– Você sente o gosto do sal? – Perguntou o Mestre.
– Não – disse o jovem.
O Mestre então sentou ao lado do jovem, pegou sua mão e disse:
– A dor na vida de uma pessoa é inevitável. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Então, quando você sofrer, a única coisa que você deve fazer é aumentar a percepção das coisas boas que você tem na vida.
Deixe de ser um copo. Torne-se um lago.

Fonte: Para ser Zen



16.9.09

Sem resposta


"Como uma sala de concertos ruim, o espaço afetivo comporta recantos mortos, nos quais o som não circula mais. O interlocutor perfeito, o amigo, não é acaso aquele que constroi em torno de você a maior ressonância possível? A amizade não poderia ser definida como um espaço se sonoridade total?"

Roland Barthes
in fragmentos de um discurso amoroso

Amor ao mar

Cyprus - George Foustanis



A casa ideal

A.D.





Aprendiz de Fotógrafo

A.D.





Provocação

reflections- Joux Plane - Alexandre Longeot


Provocação

Aliso a superfície do mar
que se encrespa em pequenas ondas.
Sentiremos igual prazer?

Tuca

Metáforas macias

gaziantep_fotomaraton- Turkan ARPACI




Metáforas macias

alegres como canteiros de alface
na rega do meio-dia
desabrochados sorrisos
 delicados brilhos claros

nos inocentes olhares
tudo confirma
o prazer de viver
o dia a dia


Deus pensa: há esperança.

Crianças: hortas recém-plantadas de alegria!



tucakors






"Um dia, muito antes de muitos deuses terem nascido,
despertei de um sono profundo e notei que todas as minhas máscaras tinham sido roubadas
– as sete máscaras que eu havia confeccionado e usado em sete vidas –
e corri sem máscara pelas ruas cheias de gente gritando:
“Ladrões, ladrões, malditos ladrões!”
Homens e mulheres riram de mim e alguns correram para casa, com medo de mim.
E quando cheguei à praça do mercado, um garoto trepado no telhado de uma casa gritou:
“É um louco!”
Olhei para cima, para vê-lo.
E então o sol beijou pela primeira vez minha face nua.
Pela primeira vez, o sol beijava minha face nua,
e minha alma inflamou-se de amor pelo sol,
e não desejei mais minhas máscaras.
E, como num transe, gritei:
“Benditos, benditos os ladrões que roubaram minhas máscaras!”
Assim tornei-me louco.
E encontrei tanto liberdade como segurança
em minha loucura: a liberdade da solidão
e a segurança de não ser compreendido,
pois aquele que nos compreende
escraviza alguma coisa em nós".


Gibran Khalil Gibran

 Ismail Nasra - Syrian Artist
My Most Beautiful Mask

13.9.09

Meditação breve

discipline of plants - Jean Christophe Jacques




"Onde está você entre dois pensamentos?"
Sri Krishna Menon

Você pensa em você o tempo todo, em tudo que você faz. Você sabe, existe a sua própria imagem - seu ego. Então, onde está você entre dois pensamentos?
É isso que um lampejo intuitivo o faz sentir. Esse pensamento, aquele pensamento, a agitação da mente - já vislumbrou algo que transcendesse tudo que você possa ter pensado a seu próprio respeito? Essa é a fonte de onde provêm todas as suas energias.

Joseph Campbell
in Mito e Transformação









Fora de época

l arbre enchanteur - Marine Lucas


Fora de época

Deixei-me cortar.
Nunca mais
serei inteira.

Tuca

(Da série "Cadernos Românticos")

Mika Stefanovic


Este olhar

A me tocar a pele. ..
Submissa, estremeço de prazer -
raio a rasgar tempestades.

Tuca





Na praça



Na praça

Velhinhos olham babás
que olham bebês -
e babam.

Tuca

(Da série "Cadernos Românticos")

Cautela

A.D.


Cautela

Antes que a realidade
os amargue e seque,
colho todos os sonhos.

Tuca




Neo_Prece

byzantine_museum - Pentti Rautio


Jyotir ( Neo_Prece)

asato ma sad gamaya
tamaso ma jyotir gamaya
mrtyor mamrtam gamaya

A.D.


Neo_Prece

da ilusão conduza-me à verdade
do escuro conduza-me à luz
da morte conduza-me à imortalidade

Tuca
ardoises - Nicolas Buisson


Fronteira

Os muros
do sentir
limitam meu mundo.

Tuca

"Os limites da minha linguagem são os limites do
meu mundo". (Wittgenstein)

Opção

peacock - vipin baliga

Opção

Poder do Céu.
Poder da Terra.
O livre arbítrio, restrito aos dois.

Clarice S.



"Segundo os principios do I Ching, 3 poderes formam o destino. O poder do Céu, o
desconhecido, o acaso; o poder da Terra as crenças que formam uma cultura, sua
legislação, e seus costumes, e o poder do livre arbitrio humano.
Dentro destas premissas o livre arbitrio é, e sempre foi, restrito a estes
outros dois poderes".
Ely Britto - estudiosa do I Ching.

Indesejada discrição

Eric Degrandy



Indesejada discrição

Sinto-me
hóspede,
no teu coração.

Tuca Kors

12.9.09

Vestida para festa

She's a Lady - Argyris Efstratiadis



Vestido para festa

no_coment - nasos kotsou



Anedota indiana sobre um guru.

d_or_et_d_argent - henri Lecaire




Um aprendiz chegou atrasado certo dia e o guru lhe disse: "Você está atrasado. Onde é que você estava?"
Respondeu o aluno: "Moro do outro lado do rio. O rio transbordou. Não consegui atravessar no lugar de costume. Não há ponte nem barco. Não conseguia chegar até aqui".
"Bem", afirmou o guru, "você agora está aqui. Como conseguiu chegar? Apareceu um barco?"
"Não."
"A enchente baixou?"
"Não", respondeu o aluno."Eu só pensei: 'Meu guru é a minha divina revelação; ele é o meu deus. Vou simplesmente meditar focando no meu guru e andarei sobre as águas'. Então eu disse: 'Guru, guru, guru', e aqui estou".
"Bem", refletiu o guru, "eu não conhecia esse aspecto de mim mesmo". Ficou intrigado e não conseguia parar de pensar nisso.
Quando o aprendiz enfim se foi, o guru pensou: "Preciso experimentar isso". Então, desceu a margem do rio, olhou em volta para ver se ninguém estava olhando a sua experiência e disse: "Eu, eu, eu".
Pisou na água...e afundou como uma pedra.

Joseph Campbell
in Mito e Transformação

Vida Nova

David Crunelle


"O espírito dos meus olhos disse: 'Vês o teu deleite'. O espírito da vida em meu coração disse: 'Vês o teu senhor'. O espírito do meu corpo disse: 'Agora sofrerás'"
Dante Alighiere

(tradução livre de Joseph Campbell)

in "Vita Nuova"

9.9.09

Amor ao mar

Magdalena Copuroglu

Toda forma de amor vale a pena...


"Consideramos justa toda forma de amor"
Lulu Santos




.

Há um instante

Stefano Paganelli - Italia



Há um instante em que a memória é estreita
para conter o mar, o sal, os navios,
a penumbra branca das gaivotas.

Um instante de nudez perfeita.

Albano Martins


in "Vocação do Silêncio"

Pátio

Bence Bankuti



PÁTIO



Com a tarde
Cansaram-se as duas ou três cores do pátio.
A grande franqueza da lua cheia
Já não entusiasma o seu habitual firmamento.
Hoje que o céu está frisado,
Dirá a crendice que morreu um anjinho.
Pátio, céu canalizado.
O pátio é a janela
Por onde Deus olha as almas.
O pátio é o declive
Por onde se derrama o céu na casa.
Serena
A eternidade espera na encruzilhada das estrelas.
Lindo é viver na amizade obscura
De um saguão, de uma aba de telhado e de uma cisterna.

Jorge Luis Borges

(Tradução de Manuel Bandeira)

UM POEMA

banka - Wojciech Ryzinski






UM POEMA



Isto é o toque de milhares de cornetas, o choro

das flautas e o bater dos ferrinhos.



Eu não toco uma marcha só para os vitoriosos...

toco grandes marchas para os conquistados e derrotados.



Já ouviram dizer, foi bom ter ganho o dia? Também digo,

é bom perder... perdem-se batalhas com o mesmo espírito

com que se ganham.



Ouço tambores triunfantes, aos mortos...

Abandono-me à música alegre que se toca em sua honra,

Vivas, em honra dos que falharam, e àqueles cujos vasos

de guerra cairam nos mares, e aos que se afundaram

eles próprios,

E a todos os generais que perderam combates, e a todos

os heróis vindouros, e ao sem número de heróis iguais

aos grandes heróis conhecidos.



(versão livre de José Félix)


WALT WITHMAN

(1819-1892)